dusanju

Eu sou o Marcos dos Anjos. Na verdade, meu nome completo tem mais penduricalhos, mas vamos deixar assim. Fiz 26 anos há pouco tempo, sou jornalista. Meu trabalho é colocar o nome das pessoas no jornal para que elas pensem ser algo que não são. Mas vamos deixar assim porque eu também penso ser algo que não sou. Penso que escrevo bem, mas apenas sei construir períodos pouco caóticos, colocar vírgulas em lugares certos e não errar muito na concordância do verbo parecer. Penso que sou romântico, mas mudo de idéia quando percebo que o que eu faço é criar exigências demais para deixar o amor a uma distância segura. Admito com vergonha que não sei dirigir e que já usei calça jeans manchada de água sanitária quando tinha 19 anos. Conto sempre as mesmas histórias e ouço sempre as mesmas músicas porque tenho medo de que algo atrapalhe o mundinho que eu considero bonito. Me acho bonito quando acabo de tomar banho e me olho no espelho do banheiro ultra claro da minha mãe. Sinto saudade de olhar por antigas janelas e sentir antigos braços. Me culpo também por não ser tão racional quanto as pessoas querem. Queria ter sido biólogo ou químico. Seria uma desculpa perfeita para poder usar microscópios o dia inteiro porque eu só consigo enxergar o que é quase invisível. Penso que daqui a uns três anos eu seja a pessoa que estou ensaiando para ser. Caso eu não consiga, fica aqui registrado que eu estou tentando. Adoro escrever no meu blog pelo simples motivo de ele ser a mídia perfeita para esconder verdades. Isso porque as pessoas não prestam atenção no que você escreve. Você não vai perceber nunca que aqui nesta frase no meio do texto eu estou mandando você tomar no cu, vai? Sou insensível e não me comovo com tragédias pessoais exibidas na televisão e nem com mendigos na rua. Talvez por não ter carro, não tenho medo nenhum daqueles seres detestáveis que cobram para olhar carros na rua.  Queria ser interessante a ponto de ser convidado para um programa de entrevista, mas não a ponto de usar óculos de aro preto e fazer tatuagem. Fumo, bebo e como todas as pontas das canetas. Sei fazer sorvete como ninguém, pago uma academia que não freqüento, nunca atualizo meu mp3 e adoro fazer colagens porque penso que algum dia ainda vou fazer alguma coisa importante com elas. Quando sinto que minha vida está bagunçada eu organizo minha mochila e a cabeceira da minha cama. Não funciona. Me desculpe, mas tenho apenas quatro amigos. Desses quatro, apenas dois me ouvem pacientemente. Os outros dois me fazem rir e me ajudam na minha mania de fingir ser outra pessoa.  Tenho medo de chuva forte e sempre tenho pesadelos com baratas. Nado mal e sinto raiva quando vejo pessoas que pulam perfeitamente de ponta na piscina. Me arrependo das coisas que falo, mas não das que escrevo. Quase esqueci: sou de sagitário e sou magro.

Anúncios

6 Responses to dusanju

  1. Cinara disse:

    Ah, esqueci: ainda sim, linkarei lá no BSP!

  2. jonny disse:

    adorei seu blog, saiba que tenho muito orgulho de ti, adoro como vc escreve, tem que escrever mais

  3. m. disse:

    como diz a música chuva, chuvisco, chuvarado do cocoricó (tenho mais êxito no papel de tia mais do qualquer outra coisa na vida) tudo isto aqui tá mais que bom. é excelente!

  4. Emmy disse:

    Veja como as coisas acontecem de modo estranho: Eu estava procurando uma simples imagem de cereja pra usar num desenho, encontrei seu blog… Li sobre você e lhe digo, sinceramente: você é uma pessoa que eu convidaria para uma entrevista, se eu fosse uma entrevistadora, claro!
    Personalidadezinha forte essa sua, hein!! Gosto disso.
    Também gostei como escreve. Quando crescer, quero ser como você! Tirando os cigarros e pontas de canetas – porque não fumo e porque me disciplinei um dia a parar de roê-las –, você tem qualidades e des-qualidades que o tornam sui-generis!
    Bom que o acaso me trouxe aqui. Pretendo entrar no seu blog outro dia, com calma, pra ler alguma coisa. Salvarei nos meus favoritos.
    Um abraço. Espero q tenha um Natal sem aquelas baboseiras inúteis, falsas e tediosas de todos os anos. E que tenha um 2009 com muitos posts em sua página.

    Emmy

    P.S.: Ah! A propósito, assim como você, tenho pavor de baratas, e elas infestam pesadelos terríveis que tenho… E se quiser visitar meu blog também (evito falar de baratas por lá), será motivo de orgulho e alegria pra mim. http://www.emmylibra.blogspot.com. Espero que goste.

  5. Iara disse:

    Amei seu blog!!

    O que eu sinto eu não ajo.
    O que ajo não penso.
    O que penso não sinto.
    Do que sei sou ignorante.
    Do que sinto não ignoro.
    Não me entendo e ajo como se entendesse.

    Clarice Lispector

    Ele era o ser absorvido em sua variação, aquele que se transforma em seu próprio sistema, aquele que se entrega por inteiro à disciplina assustadora do espirito livre, e que mata suas alegrias com outras alegrias, a mais fraca com a mais forte – a mais suave, a temporal, a do instante e da hora começada, pela fundamental – pela esperança da alegria fundamental.

    Paul Valéry, Monsieur Teste, (Ática, pg. 20)

    Mas não aguento mais: parto…vou viajar.
    – Você? – disse Roland. – Ah! Para onde, e quando?
    – Depois de amanhã. Para onde? Não sei…mas, caro amigo, você compreende que se eu soubesse para onde vou, e para fazer o quê, não sairia da minha aflição. Parto simplesmente por partir; a própria surpresa é meu fim….o imprevisto. Entendeu? O imprevisto!

    André Gide, Paludes (Noa Fronteira, pg. 52)

  6. Gabriela disse:

    Encontrei seu blog enquanto procurava frases da Clarice Lispector.Adorei a forma como vc escreve e diz coisas que muitos pensam sobre si mas não tem coragem de publicar.Parabéns,continue escrevendo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: